terça-feira, 28 de novembro de 2017

Le Cariti (rascunho)


"Donna" - Porto Canal




Essência feminina

Óleo s/tela

Dona Fulvía Bambaliio

Óleo s/tela

Brisa Feminina

Óleo s/tela

Mulher ao espelho

Óleo s/tela

EXPOSIÇÕES

Exposições Realizadas:

Maio 2017: Lix´Art 2017-Colectiva-Casa da Cultura da Lixa

Janeiro 2016: Donna- Museu Martins Sarmento- Guimarães
Março 2016: Donna: Museu do Abade de Baçal- Bragança
Abril 2016:Colectiva- Palácio da Independência-Lisboa
Abril 2016: Perfume de Mulher- Município de Guimarães
Junho 2016: MulherArte-Coletiva- Teatro Club Povoa de Lanhoso

Abril 2015: 4º Encontro Luso Galaico-Coletiva-Ecomuseu de Montalegre-Chaves
Abril 2015; 5 Artes-Coletiva- Despensa do Marques- Guimarães
Julho 2015: Artis quae est in Arte-Coletiva- Casa Museu Pão de Ló de Margaride- Felgueiras
Agosto 2015: XIX Exposição Aberta- Coletiva-Teatro Club Povoa de Lanhoso.
Outubro 2015: Coletiva Porto Art Gallery-Porto

Março 2014: Um Olhar ao Feminino-Sede da União das Freguesias de Guimarães
Julho 2014: Caleidoscópio- Coletiva Biblioteca Municipal Diana Bar-Povoa de Varzim
Agosto 2014: XVIII Exposição Aberta-Coletiva-Teatro Club Povoa de Lanhoso
Outubro 2014: Outonos Inquietos -Coletiva – Fundação Dionísio Pinheiro - Águeda

Março 2014: Essência Feminina- Espaços Criativos-Brito-Guimarães

16 Novembro até 20 Dezembro 2013: Colectiva de Natal-Galeria sede ASMAV-Guimarães.
2 até 20 de Novembro 2013: Alma Felina, Galeria Mutualidade de Coimbra.
22 Novembro até  Dezembro2013: Space Feng-shui-Braga.
4 Outubro 2013: Mostra D`Arte Contemporanea Internacional Lusa-Galiziano, Xunta de Galicia, Pontevedra-Espanha.
1 de Junho até 1 de Setembro: 2º Bienal Internacional Mulheres D'Artes-Museu Municipal de Espinho.
Setembro 2013: "Intemporalidade" Colectiva Espaço Vivacidade-Porto.
20 Até 27 de Julho: Exposição Ota Ekinaka Gallery Gumma-Ken Ota-Shi, JAPAN
02 de Março até 29 de Maio de 2013: BIENNALE ARTE CONTEMPORANEA BRESCIA, Italia.
10 de Março até Maio 2013: Universo-Exposição colectiva Centro de Arte" A Vaca Negra", Urgezes.
09 até 24 de Março 2013: Alma Felina-Auditorio Municipal de Santa Marta de Penaguião.
02 Março até 2013: 3º Encontro Internacional de Arte- Galeria Viera Portuense, Porto.
19 Janeiro até 24 de Fevereiro 2013: Exposição colectiva GALLERIA ITALIANA-Consulado Onorario d´Italia-Porto.
1 Dezembro 2012 até´05 Janeiro 2013: 2º Encontro Luso-Galaico, Galeria Viera Portuense-Porto.
17 Novembro 2012 até 11 Janeiro 2013: Exposição Colectiva Museu do Traje de S. Brás de Alportel.

31 Outubro até 09 Novembro 2012: Hospital de Guimarães.
12 Outubro até 02 de Novembro 2012: "Alma Felina" na Galeria Soledade Malvar de V.N.Famalicão.
3 Outubro Até 3 Nov: Trienal Movimento Desenha 2012,Casa Museu Dr. Abel Salazar -Porto.
31 Outubro até 09 de Novembro: "Alma Felina",Hospital de Guimarães.
07 Setembro 2012: Exposição Colectiva" Visões", Galeria Mutualidade de Coimbra.
06 Junho até 28 Agosto de 2012: XII Exposição de Artes Plásticas-" O Mar e os Motivos Marítimos"-Museu da Marinha, Lisboa.
20 de Julho até 22 de Agosto de 2012: Colectiva: "Sete Mundos no Mundo da Arte",Claustros da S.Casa da Misericórdia de Guimarães.
2012:Exposição Colectiva:- Palácio dos eventos Isabel Pratt, Bruxelas-Bélgica
06 até 22 Julho de 2012: " Cumplicidade"- Exposição na Sede das Juntas da Cidade de Guimarães.
25 maio 2012:Junta de Freguesia de Selho S. Jorge-Pevidém.
12 até 30 Maio 2012:1º Salão Internacional de Arte Galeria Aberta, Galeria de Arte da Junta de Freguesia do Estoril.
14 de Abril até 15 de Maio de 2012: Exposição colectiva de Artistas Vimaranenses, Assembleia de Guimarães-Guimarães.
25 aprile all’8 maggio 2012: Galeria " Danza con l'Arte alla Domus "-Roma, Itália.
02 até 30 Abril de 2012: Exposição Café Óscar, Guimarães.
14 até 28 Abril: "Cores entre livros", Biblioteca Municipal Dr. Miguel Mota, Felgueiras.
25 Fevereiro ate 31 Março: Mertolarte,Casa das Artes Mário Elias, Mértola.
O8 Março ate 30 Junho: Claustros dos Paços do Concelho de Pombal.
7 até 31 de Janeiro 2012: 1º Salão Iberico de Pintura 2012, Galeria Municipal se S.Brás de Alportel.
6 Dezembro até 07 Janeiro 2012:Mostra de Arte Plástica Colectiva" D.Afonso Henriques,Vimaranense, 1º Rei dee Portugal"; Juntas de Freguesias da Cidade de Guimarães.

5 Novembro até 03 de Dezembro 2011:Exposição "Alma Felina", Space Feng Shui Nogueirò-Braga.
01 até 28 de Outubro:”Arte na Casa",exposição colectiva,Casa da Arte da Parede.
Outubro 2011: Café Óscar-Guimarães.
1 até 15 de Setembro 2011: Colectiva Posto de Turismo de Povoa de Varzim.
2 até 16 de Setembro 2011:Colectiva "1ª Arte Expo Alfena", Galeria Municipal do Centro Cultural de Alfena
5 até 31 de Julho 2011: Diana Bar-Biblioteca Municipal de Praia de Povoa de Varzim.
9 até 30 de Julho:Colectiva "1ª Arte Expo Oliveira do Bairro"-Galeria Municipal da Câmara de Oliveira de Bairro.
21 de Maio ... : 85º Aniversário - Sociedade de Recreio
Cepanense , Salão de Cepães-Fafe
7 até 21 Maio: Colectiva" Arte no Cais", Auditório Municipal Vila do Conde.
2 até 30 Abril: Amiarte,Museu Municipal de Póvoa de Varzim.
1 até 15 Março: Amiarte,Posto de Turismo-Guimarães

Dezembro de 2010:VII ENCONTRO DE ARTISTAS VIMARANENSES, Centro Juvenil de S. José, Guimarães.
Novembro de 2010: Café Óscar, Guimarães.
Novembro de 2010 : Posto de turismo, Guimarães.
18 até 31 de Outubro 2010: Diana Bar, biblioteca municipal da praia de Povoa de Varzim.
Julho de 2010: Café Óscar, Guimarães
Maio de 2010-Centro Social de Brito, Brito.
16 até 30 de Abril 2010-Juntas de Freguesias S. Paio, Oliveira do Castelo e S. Sebastião, Guimarães.
Janeiro 2010- Posto de Turismo, Guimarães

18 Dezembro 2009 até 6 Janeiro 2010 - 6ªMostra de Artes Plásticas , Guimarães (Centro Juvenil de S. José)
Dezembro 2009 - Centro Cívico de Palmeira, Braga
Outubro 2009 - Arte Prenha, Salão de Chá parque D. Mª II, Santo Tirso
Outubro 2009 - Café Óscar, Guimarães
Junho 2009 - Café Óscar, Guimarães.
9 junho até 4 Julho 2009:" Um dia pela vida" Liga Portuguesa contra o Cancro,Galeria das Juntas da Cidade-Guimarães.
Janeiro 2009 - Posto de Turismo, Guimarães

Ecce Ancilla Dei

Silvana Violante com o mestre Adelino Ângelo e o escritor Angelino Pereira

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Ecce Ancilla Dei (pormenor)

2016-2017/ Óleo s/tela/ 300x200x4cm

Texto Maria do Sameiro Matos



Conheci a Silvana Violante, através dum amigo comum, também artista plástico, como ela, num recital de poesia, onde eu era um a dar actuantes. Falamos e trocamos nossos cartões, e só tive pena de não temos estado mais tempo a conversar por ela ter compromissos, e como tal, ter de partir cedo. Se o facto de conhece-la, foi algo bastante aprazível, já que é uma pessoa, que cativa logo à primeira impressão, então, após perpassarmos os olhos pela magnífica obra plástica, ficamos extasiados, jus à sensibilidade de expressões, sombras e luz, que afirmo, duma classe mesmo “Silvânica”. Além disso, esses rostos, corpos e nus, que pinta considero-os, muito parecidos com os dos quadros do MESTRE MEDINA. Belos, maravilhosos e carismaticamente sensuais.
Outra coisa que faz com que ainda mais admiremos a bela Silvana, é a sua humildade. Humilde NOBRE, sempre bem peculiar das pessoas de rico interior.
Para ela um abraço amigo
11 Dezembro 2010
Maria do Sameiro Matos

Essência Feminina

Óleo s/tela/ 110x80cm

Il piú bel fiore

Óleo s/tela/ 60x60cm

Fotos

Com a Dra Manuela Aguiar

Texto por Ruy Leite Gonçalves

A sua obra reveste-se de um carácter realista, assentando maioritariamente em paisagem bucólica, buscando, por vezes, “salpicos” de algumas urbanas, traduzidas nas várias cidades onde habitou, da Igualha à Sulca e, por último, Portugal, primando nestas pelos monumentos de maior relevo, como castelos, palácios, praças: acentuam-se as cores fortes e vivas imprimidas nas suas telas, preferidas pela artista, que denotam o carácter vivo, expansivo e franco que a caracterizam no seu dia-a-dia.
Com uma personalidade forte, marcadamente optimista e sã, revela a sua simplicidade e simpatia na maneira como transmite ao seu trabalho a cumplicidade entre o seu olhar e o do publico (critico de Arte ou não!), tornando entendíveis todas as pinturas por si realizadas.
Começou por apreciar a arte elaborada pelo pai, pintor, ainda muito jovem, dando depois os primeiros passos nas suas próprias criações.
A evolução na Arte, no engenho e na criatividade, acentuam-se ao longo do tempo, tornando as suas pinturas cada vez mais “amadurecidas”, o que se nota ao visualizar toda a obra que possui.
Versátil e sagaz, a autora realiza e pinta telas, com as medidas, temas e tons requeridos, pelos adquirentes.

Ruy Leite Gonçalves
Povoa de Varzim, 14 Outubro 2010

"Perfume de Mulher"


 Óleo s/tela/ 110x75cm
2016/ Óleo s/tela/ 110x86x4cm
2015/ Óleo s/tela/ 110x95x4cm
2016/ Óleo s/tela/ 155x90x4cm
 2016/ Óleo s/tela/ 140x90x4cm
 Óleo s/tela/ 110x100cm
2016/ Óleo s/tela/ 140x90x4cm
2016/ Óleo s/tela/ 125x92x4cm
Óleo s/tela

"Carinho Felino"

Óleo s/tela/ 40x40x4cm

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Prémio Pincel de Ouro


"Silentes"

Óleo s/tela/ 130x90x4cm/ 2016

Silvana Violante


Quando eu olho a tua  Pintura
Desejo ser a tua pintura
Sonho por te vestir de palavras
Anseio  pelo teu verde e abraço o teu rosa
E o teu azul explode no céu
E então dos teus olhos soltam-se estrelas
E os gatos voam do teu pensamento para as telas
E os peixes voam nas nuvens como palavras
Palavras que vagueiam como cartas "da corcunda para o serralheiro"
Cartas sem asas para voar lá ficaram presas em F.Pessoa e
Caminhas ao longo da praia com a inocência pela mão
Mostras-lhe o mar rendado pedras e gaivotas  nuvens e
Mostras-lhe a beleza e a bondade das "Carities"
Ouço Schubert e a música leva-me onde estão as tuas cores
Ai como tu abraças a natureza e deixas deslizar o pincel
Acariciado o risco e surge a  magia e tu flutuas
Entre  tintas telas gatos e luz e poesia
A tua dança é o fio condutor da Arte e
Lembras-me  o poema  de Vasco Graça Moura
"A Bailarina de Cabaret a Esvoaçar"
Seja o que for eu  quero , quero o seu
brilho nos olhos a sua boca firme
o seu cabelo desalinhado"
Platão e Sócrates disseram" acreditar no belo mas
Que a beleza por si só não existe"
E eu continuo a procurar nas palavras a essência da Palavra
E procuro na música de  António Pinho Vargas " Magnificate"
E no teu violino ouço Anne Sophie-Mutter
E na poesia de Sophia M. Breyner e na Alda Merini`
É assim que o meu tempo rompe o meu não Saber

É assim que eu anseio por te vestir de Palavras.

Aurora Gaia

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Exposições com a Galeria Vieira Portuense

EXPOSIÇÕES

"2.º ENCONTRO LUSO-GALAICO"

http://2encontrolusogalaico.blogspot.pt/
Encontro Luso-Galaico esteve patente de 1 de Dezembro de 2012 a 5 de Janeiro de 2013, na Galeria Vieira Portuense, no Largo dos Lóios, nº50, da cidade do Porto.
“Alma Felina”/ Óleo sobre tela/ 100x80cmx4cm/ 2011


3º ENCONTRO INTERNACIONAL DE ARTE

http://encontrointernacionaldearte3.blogspot.pt/
Exposição, na Galeria Vieira Portuense, em Março de 2013 Neste encontro participaram artistas plásticos de norte a sul de Portugal, Angola, Brasil, Cuba, Espanha, França, Guiné, Itália, Moçambique, Perú.
“CASTAFIORE”/ Óleo s/ tela/ 78x65 cm




3º ENCONTRO LUSO-GALAICO

http://pontesluso-galaicas3.blogspot.pt/
Organização: Câmara Municipal de Chaves, Associação Chaves Viva e Galeria Vieira Portuense
A exposição esteve patente de 29 de Março a 26 de Abril de 2014, na Cidade de Chaves.
“Ballerina” / 110 x 80cm / Oleo s/tela / 2014



4.º Encontro Luso-Galaico

http://ponteslusogalaicasiv.blogspot.pt/
Organização: Câmara Municipal de Chaves, Associação Chaves Viva e Galeria Vieira Portuense
Esra exposição esteve patente de 4 de Abril a 2 de Maio de 2015, na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves, na cidade de Chaves.
“E se anch´io volassi con te?”/2012/ Óleo s/tela/ 140x80cm



ARTE NA RAIA

http://artenaraia.blogspot.pt/
Exposição de artes plásticas levada a efeito, pela Galeria Vieira Portuense, no Ecomuseu de Barroso - Espaço Padre Fontes, com inauguração no dia 1 de Outubro, patente até 2 de Dezembro de 2016.
“Sonho”/ 2016/ Óleo sobre tela/ 100x80cm


"Refugio Materno"

 Óleo s/tela/ 60x50cm

DEIXO ME IR PELA MÚSICA

"Lady Butterfly"


1ª Arte Expo Alfena", 2 Setembro 2011
Obra participante na "1ª Arte Expo Alfena" realizada em óleo clássico,100x80 cm, premiada com Menção Honrosa, grau Ouro.

EXPOSIÇÃO COLETIVA EM VILA DO CONDE

Donna nel Corpo e nell´Anima

Óleo s/tela/ 70x100x4cm

Prémio International Galeria Cais Art´s 

 O CONCEITO vence no teu leito ,o preconceito!...,a que o teu corpo desnudado,fica sujeito!..de formas e sombras,emoldurado!mas esse corpo de mulher,feito por outra mulher!...é sempre um corpo endeusado e nunca um corpo de qualquer mulher!...
Francisco Ramalho Tonaco

Poema para Silvana Violante


Quando contemplo tua Arte, vejo anjos, harpas e violinos
Oiço música no ar, sinto a brisa de mansinho
Navegando, leve, devagarinho
Os gatos ternurentos são feros que embalas
No incosciente e transportas para as telas
Num mar de afluente, onde rios e papoilas
Se vestem de tons suaves


E eu imagino-te ali, doce, terna, dormente
Como se estivesses deambulando...

Um bailado de querubins cresce em teus dedos
Ao manejar dos pincéis.
São génios que gritam, ditam cores de luz
Traços de alegria, genuinidade, sensualidade,
Traços de magia, de cumplicidade

E eu quero, eu desejo entrar nesse
Emaranhado de sensações,
Nesse poema de emoções predispostos ao relento
E que brotam do pensamento adormecido,
Extasiado, mas onde tudo acontece!
A noite cai…… e adormeces no colorido do teu olhar…!

Na disposição das cores, navegas em mar sereno
Onde cresce a calmaria e eu quero te tocar, sentir-te
Ver te e te abraçar, saborear com minhas mãos…
Seres inconfundíveis renascem das
Cinzas de tua imaginação
Da pincelada horizontal, vertical,
No movimento mais que perfeito
Que só tu sabes rasgar, decifrar
E nos permites contemplar!

Quando olho tuas obras
Mergulho em pensamentos que falam
E vejo violetas nas pontas dos teus dedos
Sussurrando em segredo
A Arte mais bela para inventares

Pegam-te na mão e, como se criança fosses, começas
A rabiscar, a colorir, embelezar
Como se da Alma te saísse o pensamento
O querer desabrochar como árvore em Primavera!...
Flores num jardim por cuidar
Esperam tuas mãos de fada para lhes darem vida
E as fazer respirar de aromas quentes de pastel
Violeta, rosa, branco, como a cor do teu Ser

As Mulheres dos teus sonhos são belas, robustas, decididas
Mas também são sensuais, ternas, delicadas
Em suas mãos transportam o futuro em novas vidas
E embalam no sentir, o Verbo Amar
No afogueado da ilusão, na traquinice de crescer
Um mar imenso; flutuante…

Ah! Como são belas tuas obras!...

Tua Arte é divinal! É um coro de serafins
Gotejando lágrimas cristalinas
Suculentas de paixão, harmonia, sinfonia
Esvoaçando em nuvens de algodão,
"O Silêncio das Lágrimas"… .Em confusão…

Ah! Minha querida e doce Silvana Violante
Minha artista adorada!
Tua Arte é instrumento inventado em teu leito
Por sonhos que afagam sem saber
Olhos que manejam o pincel de mil cores ao luar
No rendilhado das estrelas por ceifar
No querer da tua simplicidade
Onde existe a alegria, carinho
Ternura, amizade

És um Ícone de luz imaginária
Descrevendo o sorriso desalinhado em teu ventre
Alguém que acalenta, amamenta a Liberdade.
Que dispõe em Garças douradas os requintes triturados
De prazer prefigurado
Em estrelas de marfim que se fazem com o vento
Em contraste, entre a terra e o mar

Na despida das paisagens
Onde murcham cores acinzentadas, amareladas
Tu revestes com o som do teu sorrir

Com a meiguice do teu ser aconchegado
Abraças a dor, com a cor da finitude
No aroma de teu ser esboçado
De ternura, na criança que criaste
Em noite de lua cheia e mar azul
Catedrais de sinfonias, pétalas em movimento!!!

Tigres que destilam alegria
São teus gatos que saltam e riem
Tuas telas são textos de poesia
São pautas de harmonia
Esculturas de argila trituradas por amor
Dissolvidas pela brisa
No canto da andorinha
Na gaivota que se despe com o tempo
Numa infinidade de afectos, sensualidade
Debilidade constelar... no firmamento...

Sons, cores, aromas… rios esfumados
Conjugados no espaço e no tempo
Evidenciando longitude, perspectiva
Aspecto vago,
Onde eu quero entrar e desbravar todos
Esses planos difusos, directos
Vencendo a tela para além do tempo,
Da Criação
Do olhar…nesse
“Silêncio das Lágrimas”
Que desejo desfolhar
Em plena Oração!

Maria Amélia Fonseca Fernandes

"Indecisão d´amore"

Óleo s/tela/ 40x40cm

Premiação - Medalha de Bronze

A Associação da Amizade e das Artes Galego Portuguesa - AAAGP com a Artcom Expo International Associaciation of Artists -Norwaylevou a efeito o VIII -Intercâmbio Cultural Internacional de Artes e o V Salão Premiado - La Coruña, Espanha em 5 de Junho de 2014.
Foi agraciada com a Medalha de Bronze a obra: La Castafiore.

"A luz do Silêncio"

Óleo s/tela/ 100x80cm

EXPLOSÃO DE SENTIMENTOS


EXPLOSÃO DE SENTIMENTOS
          A obra de Silvana Violante é uma sinfonia de cores radiosas, plenas de luz e fantasia. Invade os nossos domínios com a sua força expressiva. É um universo essencialmente feminino, de figuras belas exibindo corpos e olhares intencionais.
          Há um reino de mulheres solitárias, narcisistas ou misteriosas. Umas são fogosas e sedutoras, que estimulam os sentidos ao amor e despertam fenómenos sensoriais. A acompanhá-las, quase imperiosamente necessários, uns gatos ternurentos adormecidos, mimados, atentos ou desconfiados. Quase à maneira de Balthus (Balthasar M. Klossowski -1908/2001), a autora consente a convivência e observação dos felinos, seus animais preferidos, introduzindo-os nesse mundo, para que as tolerem ou com elas se relacionem.
          Outras, parecem meditativas, sonhadoras, apreensivas ou enigmáticas, acolhem sentimentos de simplicidade, harmonia, estranheza ou ambiguidade. Há também mães carinhosas e alegres com seus filhos. Flores e fundos primaveris envolvem os espaços em ambiente intimista ou inseridos na paisagem.
          Silvana Violante pinta com força, pureza e sinceridade. Reflete sobre os temas e maneja os pincéis libertando ecos e emoções da sua própria natureza. Expele de si mesma para um contexto de cores onde a mulher é rainha. Tanto entra na intimidade do lar como sai para a rua, o jardim ou a praia.
          Numa paleta de cores bucólicas, onde abundam os lilases, azúis, verdes e magentas, a artista faz exaltar o valor dos sentimentos, emoções ou nostalgias em ritmos suaves e poéticos, regressando, por vezes, aos tons iniciais de ocres, castanhos e dourados.
          A sua obra, estruturada a partir de um gosto estético elegante e clássico, faz um percurso através do figurativo realista quase burguês e vai-se encaminhando para os léxicos do impressionismo francês, onde se sente cada vez mais confiante.
          Com vontade e sensibilidade, reinventa novas realidades que integra no seu mundo de cores luminosas e apelativas. Procura a verdade e valores positivos, intrinsecamente ligados à sua essência, até aos limites da sua alma.
          Um hino de luz e cor, composições onde nos podemos deleitar. Mensagens que acrescentam sentimentos de alegria e esperança no futuro, que traduzem liberdade e toda a beleza da mulher, como ser humano integral.

FILOMENA FONSECA
(Lic. Estudos Artísticos e Culturais)

Março de 2015

"Amizade Felina"

2014/ Óleo s/tela/ 80x60cm

"Donzilia e o mar"

Óleo s/tela/100x70cm

Currículo

Nasce em Vittoria, Itália em1961, onde vive até tirar a licenciatura de professora de ensino primário e estenodactilografia. A luta da vida pelo dia a dia, obriga-a a emigrar pela Suíça, a Montreux e daí para Portugal, em Brito-Guimarães onde com orgulho adquire a nacionalidade portuguesa.
A sua inspiração artística deve-se a influência do avô e do pai, Violante Gaspare, Maestro de Arte da Academia Internacional de Roma, do qual recebe os primeiros ensinamentos do desenho e de pintura, já inatos em ela.
Dominando o óleo sobre tela, os seus trabalhos marcadamente realistas ao começo da sua carreira se focalizam nas paisagens, na Natureza vivaz e colorida dos seus locais queridos.
Ultimamente o seu diálogo com a tela tem-se dirigido no retrato e no figurativo: mulheres e felinos. Suas obras que fogem para o realismo-impressionismo são cheias de luz e de uma sensibilidade que faz mesmo parte do interior da sua alma. 
A pintura é por ela, uma linguagem que permite exprimir emoções, pensamentos e carinhos escritos ou a escrever no livro da memória, pois a artista afirma: Pintar é como navegar nas páginas de um livro imaginário.
Obteve em Vila do Conde o Premio Internacional Galeria Cais Art´s 2012, em Alfena a Menção honrosa Grau Ouro 2011, em Estoril a Medalha de Ouro Internacional2012 e em La Corunha-Espanha a Medalha de Bronze em 2014.

È Académica correspondente da Federação Brasileira dos Académicos das Ciências, Letras e Artes da qual foi nomeada Pincel de Ouro em Julho de 2013.É sócia e faz parte dos Órgãos sociais da AAGP de Portugal.

Le Cariti (rascunho)